A Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional na Área de SAN

17/03/2015, às 20:55 | Tempo estimado de leitura: 1 min
Nos últimos anos, o Brasil tem-se firmado internacionalmente no campo da cooperação internacional. Considerado estratégico por tradicionais doadores do Norte, o país continua sendo receptor da Assistência Oficial ao Desenvolvimento (AOD). E mais: essa cooperação praticamente triplicou entre 2010 e 2012, passando de US$ 453 milhões para cerca de US$ 1,3 bilhão no período, quando se manteve relativamente estável no seu conjunto, em torno de 0,3% do PIB dos países doadores.
Categoria: Artigo
Compartilhe

Conteúdo relacionado

  • Inesc lança analise sobre PL que propõe re...
    A regulamentação do mercado de carbono no Brasil…
    leia mais
  • Sistema brasileiro de comércio de emissõe...
    O objetivo deste relatório é analisar a proposta…
    leia mais
  • 6ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, em Brasília. Foto: Geovanna Ataides
    Combate às mudanças climáticas deve ser pr...
    Entre os dias 11 e 14 de dezembro…
    leia mais
  • Gastos com educação nos estados e no DF (2...
    Neste estudo, o Inesc analisa os gastos com…
    leia mais
  • Empresas de energia eólica exploram comuni...
    Um recente estudo do Inesc (Instituto de Estudos…
    leia mais

Cadastre-se e
fique por dentro
das novidades!