Países latino-americanos se reúnem nesta semana para debater tributação

06/05/2024, às 7:53 (atualizado em 07/05/2024, às 11:44) | Tempo estimado de leitura: 3 min
Para a economista Nathalie Beghin, do colegiado de gestão do Inesc, a iniciativa inovadora é um forte instrumento no combate às desigualdades.
Imagem: EyeEm/Freepik

Tem início nesta segunda-feira (6), em Santiago, no Chile, uma sequência de dois eventos que reunirá representantes dos governos e da sociedade civil de países da América Latina e do Caribe. Na pauta dos debates: tributação. 

O início dos trabalhos se dará com o Seminário Regional sobre Política Fiscal, de 6 a 8 de maio, seguido pela reunião da Plataforma Latino-Americana de Tributação (PT LAC), que ocorrerá na quarta-feira (8). Os eventos são promovidos pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e contam com a participação de ministros da Fazenda dos países da região. 

Nathalie Beghin, do colegiado de gestão do Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos) acompanha os eventos representando a Rede de Justiça Fiscal da América Latina e Caribe, da qual o Instituto faz parte. De acordo com ela, iniciativas inovadoras como o PT LAC, contribuem no combate às desigualdades, à fome, à pobreza, ao aquecimento global, além de promover maior coesão social em âmbitos nacional e internacional. 

“A iniciativa da Plataforma nasceu em julho de 2023 sob liderança do governo colombiano e, em pouco tempo, alcançou resultados inovadores: é a primeira vez que os países da região discutem conjuntamente questões tributárias. É também a primeira vez que uma instituição intergovernamental regional tem um órgão formal de participação social, o Conselho Consultivo Permanente da Sociedade Civil da PT LAC. Apesar dos resultados inegáveis, é necessário progredir, como no envolvimento de mais países”, observou Nathalie. 

O Inesc atua na reconfiguração do sistema fiscal para atender as demandas sociais, ambientais e climáticas e para garantir o financiamento adequado de políticas públicas. A organização acredita na aplicação dos princípios de direitos humanos na elaboração, implementação e monitoramento da política fiscal na América Latina.

Para saber mais, acesse aqui a nossa página sobre os Princípios de Direitos Humanos na Política Fiscal

Categoria: Notícia
Compartilhe

Conteúdo relacionado

  • Ministros do G20 recebem proposta para tri...
    Esta semana, nos dias 22 e 23 de…
    leia mais
  • Recomendações da Sociedade Civil sobre Tri...
    Mais de 40 organizações da sociedade civil (OSCs)…
    leia mais
  • Organizações denunciam impacto da desigual...
    O Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos), em parceria…
    leia mais
  • Imagem: buraratn/freepik.com
    Violência sexual contra crianças e adolesc...
    A violência sexual que tem ocorrido nos abrigos…
    leia mais
  • Nota pública | Enchentes no Rio Grande do ...
    O Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos), organização que…
    leia mais

Cadastre-se e
fique por dentro
das novidades!